voltar

CACHAÇA

A região é famosa pela descoberta de Cabral, mas não é preciso vir de caravela para conhecer mais uma das nossas maravilhas, a cachaça Matriarca.

A Matriarca surgiu da vontade do baiano Adalberto Pinto que, criado em Minas Gerais, logo foi conquistado pelo sabor da paixão mineira. Há 30 anos, de volta à Bahia, Adalberto resolveu aproveitar a produtividade da cana de açúcar em sua fazenda e instalou um pequeno alambique, ainda de tração animal, para produção da cachaça.

Depois de tentativas e aperfeiçoamentos, a cachaça artesanal da fazenda Cio da Terra foi tomando gosto próprio e recebeu o nome de Matriarca, uma homenagem à mãe de Adalberto, dona Aracy, mãe de oito filhos e avó de 21 netos.

Atualmente, a cachaça Matriarca é o carro chefe da fazenda, sendo responsável pela ampliação das áreas de plantio da cana de açúcar, e no gosto dos apreciadores que atualmente escolhem entre os quatro tipos: